Compartilhe!
Sobre Alergias Alimentares - Sem Glúten Sem Lactose

Sobre Alergias Alimentares

por

Sobre Alergias Alimentares

Recebi esse texto da Ju, nutricionista com especialização em alergias, que colabora com o blog Manga com Pimenta é uma fofa. Gostei muito de como ela abordou o assunto por isso quis compartilhar com vocês.

Alergias alimentares

São manifestações orgânicas consequentes das reações que o organismo utiliza contra substâncias estranhas (alergenos) ao seu funcionamento. Estas substâncias podem ser alimentos e/ou ingestantes (toxinas, fungos, aditivos, restos de insetos etc, que estão nos alimentos) e podem ser absorvidas pela pele, inaladas e/ou ingeridas.

Sustância (nutriente, toxina, fungo etc) mal digerida ou estranha ao sistema digestório=MACROMOLÉCULAS -> Ativação do Sistema Imunológico (liberação de imunoglobulinas que se ligam à estas macromoléculas formando imunocomplexos -> liberação de HISTAMINA -> ALERGIA ALIMENTAR.

Alergias alimentares imediatas – 1 a 2%

São facilmente associadas com os seus alérgenos. Geralmente ocorrem em crianças até 5 anos. Os sintomas variam de acordo com a quantidade de alergeno ingerido e/ou inalado, grau de sensibilidade do indivíduo e local de ação.

  • Edemas;
  • Vasoconstrição;
  • Pruridos (vermelhidão na pele);
  • Formação de muco;
  • Choque anafilático.

Alergias alimentares tardias – 98 a 99%

As reações podem ocorrer de 2 a 3 dias depois do contato inicial com o alergeno. Neste caso, a substância ingerida é consumida freqüentemente, e não apenas uma só vez. Os sintomas dependem da quantidade consumida, freqüência de consumo e o órgão de choque associado. Nem sempre existem sintomas quando a substância é ingerida uma única vez.

Neste caso, a liberação de histamina gera uma sensação de prazer, conforto e relaxamento (pois a histamina, em pequena quantidade, é um relaxante cerebral). Portanto, muitas vezes, o consumo do alimento que causa alergia tardia ocasiona prazer, levando a uma dependência de consumo.

Alimentos com maior potencial alérgico:

  • Leite de vaca e seus derivados (queijo, iogurte, sorvete e preparações feitas com leite); glúten, soja, frutas cítricas, amendoim, frutos do mar, açúcar, fungos, corantes etc.

Sinais e sintomas que podem ser provenientes de Alergias Alimentares Tardias:

  • Asma, rinite, sinusite, otite, amigdalíte, bronquite;
  • Cistite de repetição, candidíase, infecções urinárias, enurese noturna;
  • Diarréia, constipação, colite, gastrite, má absorção, refluxo;
  • Obesidade, baixo peso, celulite, perda de apetite, anorexia nervosa, bulimia, diabetes, hipertensão arterial, hipercolesterolemia;
  • Cefaléia, enxaqueca, convulsão;
  • Insônia, sonolência, depressão, agitação, ansiedade, fadigas inexplicáveis;
  • Hiperatividade, falta de concentração, alteração de humor, distúrbios de aprendizagem;
  • Artrite reumatóide, tiroidite, lúpus eritomatoso sistêmico, psoriase, alopecia, fibromialgia;
  • Acne, eczema, caspa, urticária, dermatite seborréica, dermatite.

Todos estes sintomas ainda podem vir acompanhados por ansiedade, agitação, alteração na qualidade do sono, humor, falta de concentração etc. Ou seja, as alergias alimentares tardias causam reações que podem ser inflamatórias, mentais e/ou emocionais.

3 respostas para "Sobre Alergias Alimentares"
  1. Dé querida, a Juju é uma fofa mesmo!!! Nunca conversei com ela, mas as informações dela no blog da Nana são valiosíssimas.. e a Nana é realmente uma pessoa de Deus (super minha amiga, amo essa menina)!! Que legal que vc vai ter uma colaboradora para essas coisas tão bacanas q vc posta aqui pra nós!!!
    Super beijo

    Mari

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *