!function(f,b,e,v,n,t,s){if(f.fbq)return;n=f.fbq=function(){n.callMethod? n.callMethod.apply(n,arguments):n.queue.push(arguments)};if(!f._fbq)f._fbq=n; n.push=n;n.loaded=!0;n.version='2.0';n.queue=[];t=b.createElement(e);t.async=!0; t.src=v;s=b.getElementsByTagName(e)[0];s.parentNode.insertBefore(t,s)}(window, document,'script','https://connect.facebook.net/en_US/fbevents.js'); fbq('init', '1794525367500435'); fbq('track', 'PageView');
Compartilhe!

Você conhece Alfarroba?

por

alfarroba

Os grãos desta leguminosa são transformados em um alimento parecido com o chocolate. A textura é a mesma e o gosto bem similar. Se tornou um substituto justamente por não possui qualquer agente alergênico ou estimulante tais como a cafeína e teobromina presentes no cacau.

Do fruto da alfarrobeira tudo pode ser aproveitado, embora a sua excelência esteja ainda ligada à semente, donde é extraída a goma, constituída por hidratos de carbono complexos (galactomananos), que têm uma elevada qualidade como espessante, estabilizante, emulsioante e múltiplas utilizações na indústria alimentar, farmacêutica, têxtil e cosmética.
Mas a semente representa apenas 10% da vagem e o que resta – a polpa – tem sido essencialmente utilizado na alimentação animal quando, devido ao seu sabor e características químicas e dietéticas, bem pode ser mais aplicado em apetecíveis e saborosas preparações culinárias.

A farinha de alfarroba é a fracção obtida pela trituração e posterior torrefacção da polpa da vagem. Contém, em média, 48-56% de açúcar (essencialmente sacarose, glucose, frutose e manose), 18% de fibra (celulose e hemicelulose), 0,2-0,6% de gordura, 4,5% de proteína e elevado teor de cálcio (352 mg/100 g) e de fósforo. Por outro lado, as características particulares dos seus taninos (compostos polifenólicos) levam a que a farinha de alfarroba seja muitas vezes utilizada como antidiarreico, principalmente em crianças. Embora ofereça muitos benefícios para o organismo, a farinha de alfarroba deve ser consumida com moderação, devido ao seu alto conteúdo de taninos. Apesar de serem benéficos ao coração e às artérias, são substâncias que em excesso podem dificultar e até inibir a absorção de proteínas e alguns minerais essenciais ao nosso organismo

Alfarroba em pó, possui algumas diferenças em relação ao cacau no conteúdo de açúcar e de gordura: o cacau possui até 23% de gordura e 5% de açúcar, a alfarroba possui 0,7% de gordura e 38% a 45% açúcares naturais (sucrose, glucose e frutose). Outra vantagem em relação ao cacau é que o alfarroba não contém cafeína e teobromina, dois fortes estimulantes do sistema nervoso e do ritmo cardíaco, que são inclusive transmitidos aos bebês através do leite materno. E em certas pessoas, a teobromina desencadeia reações alérgicas visíveis. O cacau contém também feniletilamina, um composto que pode provocar enxaquecas e reações alérgicas.
A alfarroba possui um baixo teor calórico devido à quantidade quase imperceptível de lipídios e alta quantidade de fibras. A alfarroba ainda possui vitamina B1 e alto teor de vitamina B2. Por não conter glúten, a alfarroba pode ser consumida por celíacos, pessoas que tem restrições ao glúten. Também reduz efetivamente a assimilação da ingestão diária do excesso de colesterol, seu poder hipocolesterol é o dobro de outras fibras.

Fonte: Wikipedia, Vila Mulher, Bem Alimentado.
Foto: Getty Images.

2 respostas para "Você conhece Alfarroba?"
  1. Dééé, no Festval nós temos o chocolate de alfarroba. Tá fazendo o maior sucesso, vende super bem! Vou dar uma verificada se não tem no Beal também, posso tentar enviar praí! O blog tá fazendo sucesso?? Beijos grandões!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *