Compartilhe!

Consumo da Maltodextrina por Celíacos

por

Já ouvi muitas opiniões a respeito sobre o consumo da Maltodextrina por pessoas celíacas ou com sensibilidade ao glúten. Resolvi fazer uma pesquisa um pouco mais ampla sobre isso e encontrei algumas informações interessantes. Vejam a seguir:

maltodextrina em pó

O que é Maltodextrina? 

A maltodextrina é utilizada como adoçante e também é adicionada a alguns alimentos para consumo, é utilizada em substituição ao açúcar para pacientes diabéticos, também é usado por fisiculturistas que adicionam às suas bebidas pois aumenta o teor calórico dos alimentos e acelera a absorção de nutrientes por meio dos músculos.

Na culinária é recomendada como um agente encapsulante para dar sabor aos óleos para uso em misturas secas, como bolos, pudins e bebidas. Esse produto é também usado para encapsular temperos para incrementar a estabilidade do sabor.

Algumas características:

  • É um polissacarídeo utilizado como um aditivo alimentar,
  • Assemelha-se com um pó branco,
  • É produzida a partir de amido de milho, trigo, batata ou arroz,
  • Seu sabor pode ser ligeiramente doce ou quase insípido,
  • É utilizada como base para um grupo adoçantes artificiais (por exemplo, no Stevita sachê e em pó e também no Splenda),
  • Também é utilizado como um espessante de sopas e molhos,
  • A análise da planta que dá origem a maltodextrina é o ponto de partida para as pessoas que sofrem de doença celíaca ou intolerância glúten,
  • A maltodextrina derivada do trigo pode conter traços de glúten.

Aqui no Brasil assim como nos Estados Unidos a maltodextrina é proveniente do amido de milho, porém em países Asiáticos e Europeus a mesma pode ser produzida a partir do trigo. A maltodextrina obtida através do amido da batata ou milho é segura pois não tem glúten. Mas há tipos que são produzidos a partir do trigo, que não devem ser consumidos por quem tem doença celíaca. Por isso verifiquem sempre a embalagem ou contactar os fabricantes.

A maltodextrina é altamente processada e purificada, estando cientificamente comprovado que a percentagem de glúten presente é tão baixa, ou ausente, que não é detectável analiticamente. É portanto considerada isenta de glúten. Da mesma forma o xarope de glucose é considerado inofensivo, apesar de derivar dos cereais proibidos.

Os produtos comerciais que contêm maltodextrina não são necessariamente livre de glúten devido a outros componentes. Cuidado com as bebidas que listam os ingredientes adicionais feitos com glúten, como extrato de malte, malte, aroma de malte, malte de cevada, extrato de cevada e malte de arroz.

Não há nenhuma pesquisa ou prova documental adequada sobre os efeitos nocivos do aditivo alimentar, no entanto os efeitos colaterais podem se manifestar sobre a ingestão ou aplicação tropical mera do alimento viciante. Evite o uso excessivo do alimento viciante e consulte o seu médico para obter mais detalhes.

Importante: Como sempre, consulte ajuda profissional e busque sempre a orientação de seu médico. Ele poderá lhe indicar se o consumo é saudável ou não para você. Abaixo estão os links de onde tirei algumas informações caso alguém deseje pesquisar mais um pouco.

Fontes:
saude
http://anamariabraga.globo.com
http://www.celiacos.org.pt

http://glaucia-vivasemgluten.blogspot.com.br
http://www.foodeducate.com
http://manualmetabolico.blogspot.com.br
http://centrodeartigos.com
http://pt.wikipedia.org

Foto: http://anamariabraga.globo.com
Veja mais em Artigos, Dicas e Nutrição.

10 respostas para "Consumo da Maltodextrina por Celíacos"
  1. Oi! Sou celíaca há mais de 26 anos e sempre tive essa dúvida, quer dizer, pesquisava mas depois esquecia e voltava a dúvida! O início da palavra MALTodextrina muito semelhante à MALTE, me intrigava!Agora ficou beeeem explicada a diferença. Muito obrigada! Agora poderei comer mais coisas sem ter a dúvida e o medo! :)

  2. Boa tarde,

    Não sou celíaca e uso a malto, com indicação da minha nutricionista, como suplemento na hora de malhar. Ela me dá mais energia para malhar e tbem uma sensação de saciedade.
    Uso da marca Atlhetica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *