Compartilhe!

4º Gluten Free São Paulo

por

Banner_GF_2013_e4mkt

4º Gluten Free São Paulo cresce e incorpora a 1ª Expo Brasil Alimentos Funcionais

Evento mostra a relação da bioquímica com a nutrição em intolerâncias alimentares e como forma de prevenção e tratamento de doenças crônicas não transmissíveis

Organizado pela e4 Comunicação & Marketing, agência segmentada em nutrição, o Gluten Free São Paulo chega a sua 4ª edição no dia 13 de julho de 2013. Além do segundo Zero Lactose, a novidade para este ano é a 1ª Expo Brasil Alimentos Funcionais, que acontece juntamente com esses dois eventos já reconhecidos pelos profissionais de saúde. O objetivo é promover uma discussão sobre os caminhos que a nutrição vem seguindo em relação às alergias e intolerâncias alimentares, assim como na prevenção e tratamento de doenças crônicas não transmissíveis (DCNT).

O glúten é uma das proteínas mais consumidas no mundo e está em quase todos os produtos industrializados. Do mesmo modo que o sódio, os aditivos químicos e as gorduras saturadas, o glúten deve ser consumido com moderação, principalmente por aqueles que apresentam intolerância permanente (doença celíaca) ou hipersensibilidade a essa proteína.

De acordo com a nutricionista e coordenadora do evento, Natália Dourado, o glúten é uma proteína considerada de difícil digestão e a redução do seu consumo, ou exclusão do cardápio, não compromete a saúde. “Hoje já existem diversos alimentos isentos de glúten que podem suprir as necessidades nutricionais do indivíduo”, afirma.

Existem pessoas que apresentam certo grau de sensibilidade ao glúten, com sintomas comuns à doença celíaca (DC), porém os exames bioquímicos e autópsia do intestino delgado são negativos. Estudos demonstram que na hipersensibilidade ao glúten os danos intestinais são menos agressivos do que na DC e sintomas como dor de cabeça, distensão abdominal, flatulência e constipação também são comuns.

Por isso, o evento tem como proposta levar atualização científica aos profissionais da área da saúde, mostrando que o diagnóstico da DC, quando realizado precocemente, traz menos danos à saúde do paciente. Outro tema frequenta na nutrição, a hipersensibilidade ao glúten, também deve ganhar atenção especial, já que é cada vez mais evidenciada na prática clínica, apesar dos danos menos agressivos comparados à doença celíaca.

Doenças crônicas não transmissíveis

No Brasil, o diabetes, câncer, obesidade, problemas respiratórios e cardiovasculares correspondem a 72% das causas de mortes, de acordo com o Ministério da Saúde (MS). O desenvolvimento dessas doenças está ligado aos fatores genéticos e ambientais, como tabagismo, consumo de bebidas alcoólicas, falta de atividade física e alimentação incorreta, que podem ser prevenidos.

Segundo o MS, somente 18% dos brasileiros consomem cinco porções de frutas e hortaliças mais de cinco vezes por semana, sendo que 34% ingerem alto teor de gordura e para 28% o refrigerante está presente na dieta mais do que cinco dias por semana. São hábitos que resultam em excesso de peso, obesidade e demais doenças crônicas. “Estamos passando por uma crise de saúde com o aumento expressivo das DCNT. Os alimentos funcionais têm um papel importante tanto na redução quanto no auxílio aos tratamentos das doenças crônicas”, afirma o diretor do evento, Gustavo Negrini. Diante dessa realidade, a 1ª Expo Brasil Alimentos Funcionais passa a integrar o Gluten Free São Paulo, com uma programação exclusiva. Confira o ciclo de palestras ministradas por nutricionistas, farmacêuticos, biólogo e médico, que abordarão a importância da nutrição e do conhecimento bioquímico para uma melhor qualidade de vida:

Gluten Free e Zero Lactose

  • Denise Carreiro – nutricionista especialista em nutrição funcional: “a relação entre o glúten e as doenças crônicas não transmissíveis. Mecanismos imunológicos e não imunológicos”.
  • Gabriel de Carvalho – nutricionista e farmacêutico bioquímico, pós-graduado em medicina funcional: “terapias de desenssibilização para alergias alimentares”.
  • Gisela Savioli – nutricionista especialista em nutrição funcional e fitoterapia: “o desafio de um cardápio sem leite e sem glúten. Mitos e verdades sobre dietas isentas de alergênicos”.
  • Bruno Zylbergeld – biólogo, especialista em diagnósticos intestinais: “microbiota intestinal e seus efeitos sistêmicos”.

Alimentos Funcionais

  • Jocelem Salgado – nutricionista e professora no Departamento de Agroindústria, Alimentos e Nutrição da ESALQ/USP/Piracicaba: “tendência em alimentos funcionais no Brasil e no mundo”.
  • Henry Okigami – farmacêutico especialista em homeopatia, fitoterapia e farmácia: “gota e controle do ácido úrico, dieta em sinergia a medicamentos”.
  • Roque Savioli – doutor em cardiologia e médico supervisor da Divisão Clínica do Incor: “doenças cardiovasculares em mulheres: novos paradigmas”.
  • Marcelo Carvalho – nutricionista pós-graduado em nutrição esportiva e clínica funcional: “alimentos funcionais e síndrome metabólica”.

O evento também conta com um salão de expositores com as melhores marcas de alimentos saudáveis. Entre as palestras, haverá coffe break funcional, com opções sem glúten, sem lactose, integrais e orgânicas.

Informações

4º Gluten Free, 2º Zero Lactose e 1ª Expo Brasil Alimentos Funcionais
Data: 13 de julho de 2013
Horário: das 8h às 18h
Local: Fecomercio SP – Rua Doutor Plínio Barreto, 285, Bela Vista.

Banner_SemGluten_SemLactose_GF_2013_e4mkt

6 respostas para "4º Gluten Free São Paulo"
  1. Gostaria de saber se essa exposição será aberta ao público. No caso de sim, podemos comprar os produtos expostos?

    Grata
    Um abraço
    Stella

    • Olá Stella, no site do Gluten Free há mais informações sobre isso. Não tenho certeza se será aberto apenas para os participantes ou para todos. Mas qualquer pessoa pode comprar sua entrada participar da programação, não precisa ser profissional da área. Um grande abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *