Compartilhe!

Pãozinho de Leite Vegetal

por

Olá galera! Estava vasculhando os e-mails e achei um que a leitora Clara Miranda me enviou, com uma receita de Pão de Leite que é da Rita Belo mas que vi publicada no blog da Gilda – Cozinhando sem Glúten.

Papo vem e papo vai, conseguimos adaptar para Pão de Leite sem glúten e sem lactose. Quer saber como fazer? Só ver abaixo!!!

Comentários da Clara:

“Bom, o meu pão ficou mais de 40 minutos no forno e deu uma queimadinha, mas nada que comprometesse o sabor. Ficou bem gostoso, com aquele gostinho de farinha de arroz no fundo, que eu não gosto muito. No meio ele tem uma consistência de pão de queijo (por causa do polvilho). Dá pra fazer ele recheado com mil coisas. Quando tá assando, sobe um cheiro bem doce, parece que tem mel dentro (boa ideia).  

A receita parece complicada, mas não é não. O grude vira grude rapidinho. Aí é só colocar tudo na máquina, se tiver. Em uns 20 minutos a massa tá pronta pra modelar, rechear e por aí vai”.

Receita: Rita Belo.
Foto: Cozinhando sem Glúten.

Veja mais em Índice de Receitas.

 

Pão de Leite sem glúten e sem lactose
Imprimir
Imprimir
Pão de Leite sem glúten e sem lactose
Imprimir
Porções Tempo Preparação Tempo Cozedura Tempo passivo
15pãezinhos 20min. 35min. 5min.
Porções Tempo Preparação
15pãezinhos 20min.
Tempo Cozedura Tempo passivo
35min. 5min.
Ingredientes
Porções: pãezinhos
Ingredientes
Porções: pãezinhos
Instruções de preparação
  1. Num recipiente misture: polvilho doce, leite em pó, farinha de arroz, açúcar, fermento de pão (10g). Deixe descansando e reserve.
  2. Enquanto isso leve ao fogo a água e o polvilho doce.
  3. Vá mexendo sempre até formar um grude transparente, desligue o fogo e reserve.
  4. Faça um buraco no meio daquela mistura que estava descansando e coloque o sal, ovos, óleo, margarina.
  5. Misture bem, coloque o grude reservado ainda quente e vá amassando com as mãos (neste momento, depois de tentar amassar um pouco, se não achar fácil coloque tudo na máquina de fazer pão, no ciclo massa).
  6. Se for necessário, a sugestão é de colocar mais ou menos 1 xícara de farinha de arroz até obter uma massa lisa, parecida com a de trigo, macia e sem grudar nas mãos.
  7. Coloque uma bolinha em um copo com água, quando ela subir o pão está crescido. Antes de ir ao forno, faça cortes com uma faca e pincele leite para dar brilho.
  8. Asse por 35 a 40 minutos. Cuide para não queimar.
54 respostas para "Pãozinho de Leite Vegetal"
    • Cara Renita, você pode substituir o leite de soja por uma proteína vegetal em pó, como a proteína de arroz, que tem um sabor mais neutro. A margarina pode ser substituída por óleo de coco. Já o açúcar mascavo pode ser usado no lugar do açúcar branco. Sem açúcar de tudo não dá para ficar, porque o açúcar tem a função de fazer a levedura fermentar e o pão ficar fofinho. Espero tê-la ajudado! Abraço!!

  1. Oi Débora, adorei o site, estou começando a retirar o glúten e a lactose da minha dieta e o site com certeza irá me ajudar muito.

    Tenho uma dúvida, tentei fazer esse e alguns outros pães mas devo estar fazendo alguma coisa errada, pois meus pães sempre murcham no final, crescem dentro do forno e depois do nada eles murcham !! :(

    o que pode ser que estou fazendo de errado? preciso deixar a massa algum tempo de repouso para ela crescer? e qual a temperatura que tenho que colocar para fazer pão?

    att., Fabrício

  2. Olá! Achei super legal a receita e o pão está com uma cara ótima! Mas sou totalmente nova nesse mundo sem glúten e tenho umas dúvidas!! Na receita não ficou claro se o pão cresce 1 vez só (quando a massa estiver pronta pra descansar) ou se ele cresce 2 vezes (depois de enrolar os pães, deixar crescer de novo). Você pode me esclarecer por favor? E qual é o motivo de fazer a goma com o polvilho, serve pra que? Obrigada :)

  3. Amei a receita!!!

    Fiz a minha própria farinha de arroz, usei o leite Leve Soy, e no momento de assar povilhei com farinha de milho (Cuscuz). Ficou muito bom.
    Ah! Como não misturei o suficiente o pão não ficou fofinho, mas tinha sobrado um resto da massa na vasilha, que resolvi modelar e assar… Pronto! Ficou maravilhoso!!!! Mandarei as fotos.

  4. Fiz a receita. A primeira vez ficou horrível. Na segunda ficou ótimo. Comi quase a metade logo que saiu do forno, ficou uma delícia. Na primeira vez fiz conforme ta na receita da bolinha no copo d’água. Com 10 min. a bolinha subiu e já coloquei pra assar, ficou seco, não deu pra comer. Na segunda vez deixei crescer mais ou menos 1 hora e também troquei o polvilho doce de pacote de plástico pelo de pacote de papel (o de papel e mais tipo granulado) e ficou perfeito. Parabéns pela receita. To iniciando a dieta sem glúten, sem lactose, sem milho (e derivados) e sem fécula de batata e essa foi minha primeira receita a colocar em prática.

  5. olá, adorei o site, parabéns
    quanta falta faz um pão heim! minha mãe costumava fazer pão em casa. agora que sou celíaca, sinto tanta falta….
    pensei em deixar grão de soja, linhaça e arroz de molho a noite, depois bater no liquidificador, talvez um ovo, adicionar o açúcar, sal e usar fermento biológio em pó.
    e tentar dar o ponto com araruta ou farinha de arroz, será que pode dar certo isso? vou tentar hoje.. existe alguma dica pra me evitar de um erro básico?

  6. Débora, maravilhoso seu pãozinho. Como sou diabética esqueci do açucar e não coloquei nem adoçante e ficou ótimo assim mesmo. Obrigada pela dica. Beijos

  7. Não entendi ql a quantidade do ingrediente dessa parte. Fiz de olho sem saber essa parte e não deu certo.(Num recipiente misture: polvilho doce, leite em pó, farinha de arroz, açúcar, fermento de pão (10g))Alguém pode me explicar?

    Atenciosamente!

  8. Débora receita maravilhosa minha filha adorou.Estou começando a dieta dela agora,ela tem alergia a trigo leite,ovo,soja,a mais forte e a do leite ai eu coloco pouquinho das outras coisas,e vou adaptando. esse pãozinho foi o melhor que achei.

  9. Oi Débora, eu sinto muita falta de comer pão… mas é tão difícil acertar uma receita… O problema que moro no interior é quase nunca acho farinha de arroz pra comprar e também não gosto muito do sabor que ela deixa. Eu posso substituí-la por alguma outra farinha (farinha sem glúten) por exemplo?

    Aguardo sua resposta, adoro seu site.

    • Oi Laís, concordo com você.. hehehe Mas tem duas receitas que as leitoras comentam muito que dá certo: Pãozinho rápido e Pão de polvilho na MFP. Já tentou elas?
      Se você não gosta da farinha de arroz, o que mais indico seriam os preparados prontos pra fazer pão. Já usei e me dei muito bem com eles. Aqui tem alguns pra vc conhecer: http://bit.ly/lojasgsl.
      Tem q ver o que vai compensar mais pra vc!! Um bjão e conte com a gente!

  10. Bom dia! Fiz e ficou uma delicia!!Bem macio e salgadinho, muito bom! Eu substitui o leite de soja por leite de coco e coloquei em uma forma de pão de sanduiche! Ficou muito bom! Recomendo. Bjs

  11. Boa tarde! Não tinha leite em pó então coloquei uma xícara de leite de arroz morna no mesmo momento dos ovos, sal e óleo.
    Tive que por um pouco mais de farinha de arroz para dar consistência e deixei descansar por 30min…
    Ficou maravilhoso!
    Obrigada pelas receitas do site

  12. Olá, acabei de tentar fazer esse pão usando o polvilho azedo, mas a massa não deu ponto, mesmo colocando quase 1 1/2 xícara de chá de farinha de arroz a mais.

    Coloquei os pães na forma de bolo inglês untada com margarina e polvilhada com polvilho (a farinha de arroz acabou) e eles estão indo pro forno agora.

    O ponto deles é de bolear mesmo?

    Obrigada.

  13. Olá! Parabéns, adorei a receita e achei bem objetiva para aqueles que assim como eu não podem ingerir glúten e lactose. Mas tenho uma pequena dúvida, não posso comer margarina e esse é o único ingrediente que ainda me impede de fazer esta receita. Gostaria de saber, se tem algum modo de substituí-la.
    Obrigada desde já!
    Mariane.

  14. Olá, Débora! Obrigada por divulgar suas receitinhas! É bastante difícil de acertar, eu já perdi várias formas e massas!
    Tentei fazer este pãozinho, mas acho que fiz algo errado (ele ficou muito parecido com o grude de polvilho, mas o gosto ficou bom… esperança…). Tenho duas dúvidas: as 6 colheres de polvilho vc tira da xícara e meia? Vc deixa ele crescer? (eu não deixei, taquei direto no forno). Também tenho intolerancia à gema de ovo e coloquei apenas as claras. Bjus.

    • Oi Claudia… sério… bom, tem algumas receitas que devem ser seguidas à risca, sem substituição (ou soma ou subtração) de nenhum ingrediente, senão dá errado mesmo. Na dúvida das 6 colh. de polvilho, elas são adicionais. Dá pra deixar crescer um pouquinho se quiser em forno baixo pré-aquecido (mas desligado). E sobre a gema, talvez tenha dado diferença. Espero que as próximas vc acerte.
      As que não tem erro são as de bolo, dão super certo!
      Grande beijo, Débora.

  15. Olá!!
    Adorei suas receitas!!
    Mas me ocorre um pequeno problema…
    Sou intolerante a glúten e a lactose e até hoje não achei uma receita de pão que consiga comer, mas não por falta de receitas, e sim pq eu simplesmente não consigo comer coisas feitas com fermento biológico!!!
    O gosto é horrível e simplesmente não desce…
    E todas as receitas que já achei de pães sem glúten tem esse bendito fermento (os fermentos seco e para pão têm o mesmo gosto…)!!!
    Será que se eu trocar por fermento de potinho (tipo Royal) dá certo essa receita???

    Aguardo sua resposta, à espera de poder comer pão um dia de novo!!!

    =D

    • Oi Leticia!!! Obrigada!!
      Bom, sobre o fermento creio que se fizer com o do tipo royal irá alterar o resultado. Maaas, não custa você fazer uma experiência né? Depois me conta como foi!! Obrigada pela visita, seja sempre bem vinda!! Bjsss

  16. Olááá! Eu adorei o site e principalmente essa receita de pão, pois é bem simples de fazer!
    Agora tenho uma dúvida, o fermento para pão é o fresco ou o seco? Ou pode ser qualquer um dos dois??
    Obrigada!!!!

  17. Menina, nem lembrava mesmo.
    Tem um milênio que não faço esse pão.
    Nunca consegui essa consistência branquinha e lisa aí da foto!
    Bêjo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *